educacao

Sobre educação

 

 

        Tive interesse sobre o tema, pela primeira vez, quando fiz Licenciatura em História. Acompanhava tudo o que era escrito sobre o tema, fiz clippings, rodeei-me de alguma bibliografia a respeito. Bem, quando tive que passar para a parte prática, abandonei o curso. Teria que, ao final do curso, dar uma aula e isto estava acima da minha capacidade. Hoje, para dar uma boa aula é preciso que o conteúdo seja transmitido de forma interdisciplinar, acompanhado de muito uso de hi-tech. Não sabia manejar nem uma e nem outra ferramenta. Nasci em finais de l930 e pode não ser uma desculpa aceitável, mas, mal sei lidar com o computador. Tenho um celular que se limita a dar e receber telefonemas, além de algumas coisas básicas que só aprendi porque meu filho está por aqui. Agora, todos os dias, ponho em Lembretes a hora que devo desligar o aquecedor. Aprendi com ele.  Desta forma, como dá para ver, não tinha como saber usar recursos hi- tec, para dar uma aula.

 

        Acabei colocando um ponto final nas minhas incipientes excursões pela educação.

 

        Publiquei, outro dia, um post intitulado “Crime e castigo” e nas minhas reflexões vi o peso que tinha a educação para afastar jovens e adolescentes da delinqüência. Passados alguns dias o tema “educação” passou a me interessar novamente. Levantei alguns estudos e o tema passou a freqüentar meu cérebro várias vezes no decorrer do dia. Assim, resolvi retomar um interesse despertado quando estudava, e vou passar a buscar exemplos bem sucedidos, como tema das minhas próximas reflexões.

 

Anúncios